ARTIGOS

Planejamento - Combatendo o efeito da improvisação

João Ragazzi

Planejamento - Combatendo o efeito negativo da improvisação e dinamizando a administração

A atividade de planejamento é parte integrante da vida de todas as pessoas e organizações porque se constitui no processo básico a que recorremos para escolher nossos objetivos e determinar como os atingiremos. Nós planejamos quando vamos a uma festa, organizamos nossas férias, desenvolvemos nossa carreira ou programamos as vendas da empresa.

Face às evidências cotidianas não nos cabe, portanto questionar a existência do planejamento, mesmo que informal, mas quando analisamos sua aplicação à administração de empresas devemos aprofundar o conceito e melhor analisar a sua operacionalização. CRISPIM (1994, p.18).

O ato de planejar é próprio da atividade administrativa. TAYLOR (1957, p.32), ao prescrever a separação das atividades de execução de tarefas das atividades de planejamento das tarefas, procurava combater o efeito negativo da improvisação nas atividades dos operários industriais da sua época. A separação entre planejamento e execução possibilitaria, segundo ele, a aplicação de conhecimentos \"científicos\" à execução do trabalho, cabendo aos gerentes e supervisores as atividades do trabalho operário.

Para HAX e MAJLUF (1984, p.1), planejamento é a capacidade desenvolvida pelas empresas para adaptarem-se continuamente às mudanças ambientais e essa capacidade não é apenas uma resposta passiva aos fatores externos, mas ativa, criativa e uma deliberada procura por condições que possam assegurar nichos lucrativos para os negócios da empresa.

REBOUÇAS DE OLIVEIRA (1996, p. 43-51), afirma que na consideração dos grandes níveis hierárquicos, pode-se distinguir três tipos de planejamento: estratégico, tático e operacional.

De acordo com ACKOFF (1975, p.3), estratégia e tática são dois aspectos de comportamento. A estratégia relaciona-se com objetivos de longo prazo e com modos de persegui-los que afetam o sistema como um todo; a tática relaciona-se com metas de curto prazo e com meios de atingi-las, que geralmente afetam somente uma parte da empresa.

Na verdade, o planejamento constitui-se em função dinâmica de administração, capaz de auxiliar os executivos na preparação da organização, face às mudanças contínuas que ocorrem em seu ambiente, principalmente no ambiente concorrencial, exigindo das organizações considerarem cuidadosamente alguns pontos na configuração da força de vendas, especialmente no desenvolvimento de objetivos de vendas, estratégias, estrutura, tamanho, remuneração e na preparação continuada da equipe. Planejamento e preparação da equipe de vendas geram diferenciais competitivos.

Escritório Ribeirão Preto
Rua Dr. João Gomes da Rocha, 456 cj. 11 - Jd. Irajá
CEP 14020-550 - Ribeirão Preto - SP
+55 16 3236 5530 +55 16 98132 9878
Escritório São Paulo
Avenida Paulista, 2202 – 7º andar – cj 73
CEP 01310-300 – Cerqueira César - São Paulo - SP
+55 11 3014 2825

contato@joaoragazzi.com.br
Escola de Marketing e Vendas
© 2021. João Ragazzi. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Daniel Soares Design